Fechando a campanha #5 – LIVE (GT Sport)

Essa LIVE poderia facilmente ser “o tormento da Clubman Cup”! Sério, não gosto de apelar de cara, acho que as corridas ficam mais interessantes com carros na média do que o jogo propõe, sem ajustes pirotécnicos de potência, algo que é a identidade do canal.

Mas simplesmente não foi… Lago Maggiore Oeste na primeira tomada, muito bacana por já não ser o usual do canal nos levou a bordo da enorme F-150 SVT Raptor, tudo indo muito bem até a terceira volta e não fosse um Alpine A110 do capiroto seria possível vencer logo na primeira tentativa. Não foi, mas foi uma prova interessante mesmo assim. Logo, 1×0 pra máquina.

Segundo round, ainda mais improvável, metemos o Honda Fit Hybrid ’14 na pista, uma das poucas chances do Honda apresentar alguma performance, carro totalmente equipado, mas a inconstância na aceleração e o baixo rendimento não fizeram deste, que não faz sombra do Fit Monstro do GT6 (aquele sim, que saudades), ter alguma chance de bater o Mazda RX-7. Assim, 2×0 pra máquina.

Terceiro round, aqui eu acreditei que teríamos alguma chance, puxei da garagem o VW Golf VII, carro bonito, carro formoso. E ele estava indo bem (óbvio, comparando com um Fit), abrindo caminho muito bem até dar de cara com o Hyundai Genesis. 3×0 pra máquina, mas com tempo ali e usando o Golf em stock, sem nada de especial.

Quarto round! Começamos com o Mustang Mach-1, mas a máquina simplesmente aplicou a manobra J e me levou pra parede, simples assim! Largamos o (agora batido) Mustang e partimos como a galera que acompanhava pediu, com o Subaru Impreza 22B. O carro era ótimo, grudado, andando bem, relação de marchas levemente curta, mas sobressaltando o desempenho. Era a nossa corrida, o nosso carro… o Alpine A110 do capiroto voltou, abriu quase 10s de vantagem, era surreal, havia gente chorando pelos cantos…. 4×0 pra máquina, 2×0 pro Alpine!

A paciência esgotou…

Quinto round! A apelação tomou conta de mim, bati o olho no Corvette C7 Gr.3 Road Car. 500cv, pneus esportivo suave, uma máquina. Enfim vencemos em uma daquelas corridas fáceis, tão fáceis que a máquina escondeu até o A110 para que fosse ainda mais fácil!

Prova seguinte. Outro retorno de uma derrota, mas agora de uma outra LIVE, Saint-Croix… Tourist Trophy, a bordo dos Audi TT e TTS. A derrota veio do TT, puxamos logo o TTS da garagem porque a diferença de projeto é absurda entre um e outro… corrida de visão interna, descontamos o rosinha antes que ele pensasse em bater no nosso carro… não deu pra levar, mudei a visão de interna para de teto e estava feito.

E assim se encerrou uma das lives mais estranhas aqui do canal. Pelo menos até agora. O dia era dos namorados, mas o palco parecia de guerra.